Modelagem de biquíni: 5 cuidados que sua empresa precisa ter
Praia

5 cuidados que sua empresa precisa ter com a modelagem de biquíni

Tempo de leitura: 6 min

O Brasil é um país tropical, e por isso é possível frequentar praias e piscinas praticamente ao longo do ano inteiro. Mas quando as temperaturas começam a subir um pouquinho, a procura por roupas de banho aumenta bastante. Para que as empresas do setor tenham sucesso nas vendas desses produtos, é importante que invistam na correta modelagem do biquíni.

Afinal, além de valorizar as curvas das clientes, a aquisição de peças pela internet não deve contar com medo de realizar a compra ou contratempos. Por isso, reunimos cinco cuidados que você precisa ter com a modelagem dos seus biquínis. Continue lendo e prepare-se para ser um sucesso de vendas!

1. Comece a modelagem do biquíni pelo desenho

O primeiro passo para criar um biquíni é a feitura do desenho. É no papel que a equipe de criação vai começar a esboçar os modelos e o conceito da coleção seguinte começa a ganhar vida.

No entanto, é preciso ter em mente qual é o tipo de cliente que você deseja alcançar na hora de pensar naqueles modelos. Se a sua marca for voltada para moda plus size, por exemplo, a sustentação e a compressão de algumas áreas deve ser uma prioridade. Já se as clientes são adolescentes, você precisa de modelos mais joviais e design compatível com o tipo físico da puberdade.

2. Aprenda a escolher os tecidos

Com o desenho em mente, você deve começar a selecionar os tecidos. Esse é um passo importante da modelagem de biquíni, pois é crucial encontrar materiais que permitam a confecção das peças que você deseja.

Nem todos os tecidos são adequados para o uso em qualquer modelo. Alguns exigem uma malha mais encorpada, enquanto outros só funcionam em materiais mais delicados. Se você não prestar atenção nisso, é muito provável que a modelagem não funcione de maneira apropriada.

Em regra, os biquínis cortininha ficam bons em praticamente todos os materiais. Nesse caso, é importante prestar atenção na transparência e na firmeza, especialmente da parte de cima.  O uso de bojo é essencial neste tipo de peça, sendo indicados sempre modelos finos, macios e bem acabados nas bordas laterais, para evitar qualquer tipo de marca aparente na parte externa.

Peças em meia-taça ou tipo faixa devem ser confeccionadas em material mais resistente. A ideia aqui é que elas ofereçam sustentação suficiente aos seios e deixem o formato do decote bonito. Se o tecido for maleável demais, não vai fornecer a devida proteção.

Analise ainda se o material não fica transparente quando molhado, especialmente quando for feito com cores mais claras. Tecidos que marcam demais as formas também podem deixar as clientes em situações constrangedoras. Nessas situações, você talvez precise de um forro reforçado ou uma camada dupla de tecido.

3. Escolha bem o molde antes de cortar

Essa é uma das partes mais importantes da modelagem de biquíni. É aqui que você definirá as medidas referentes aos tamanhos P, M e G. E é o que vai determinar se aquela peça vai se encaixar adequadamente na maior quantidade possível de corpos.

A ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, por meio da NBR 13377, apresenta uma tabela com referências de medidas do corpo feminino brasileiro. É a partir dela que as marcas buscam padronizar tamanhos, de modo que seja mais simples que uma cliente identifique seu tamanho em um site, por exemplo.

orçamento ModellePowered by Rock Convert

Entretanto, como não há obrigatoriedade em seguir essas diretrizes, cada marca acaba adotando para si um padrão. É por isso que muitas vezes uma pessoa compra o tamanho M, mas a “forma” da empresa é maior ou menor, e a peça não lhe serve ou cai bem.

Quanto mais preciso for o seu molde, maiores serão as chances de a peça servir perfeitamente em uma grande variedade de corpos. Se você usar o molde que comprou ou que você baixou na internet, uma dica é costurar uma peça piloto em tecido cru e, então, fazer alguns ajustes.

Esse é o momento de fazer testes e verificar se as medidas correspondem ao tamanho no corpo. Observe as proporções, o tamanho do seio em relação às alças e a largura das costas e ainda tamanho e altura das calcinhas. Use manequins e modelos que reflitam seu público-alvo. Quando tudo estiver aprovado, chegará o momento de partir para a produção.

4. Preste atenção na hora de cortar 

Quando o molde estiver ajustado, será a hora de cortar o tecido. Essa é uma etapa muito delicada, pois o corte influencia diretamente na modelagem do biquíni. Se você cortar da maneira errada, ele pode deformar ou ficar torto no corpo.

A primeira ação é enquadrar o tecido. Quando você for posicionar o molde para cortar, ele deve seguir o sentido do fio. Isso evitará que um lado fique diferente do outro ou que o biquíni não caia adequadamente no corpo das clientes.

Na hora de cortar, você precisa considerar ainda o bojo a usar. Cada modelo de biquíni deve ser confeccionado com um tipo diferente de suporte. Quanto melhor for a modelagem, mais macio e bem posicionado ele será. Bojos muito duros ou que saem do lugar quando a pessoa se movimenta não são indicativos de qualidade!

Há ainda as versões removíveis. Essas opções são boas para biquínis, visto que permitem que as clientes usem as peças com ou sem o apoio e ainda retirem o bojo para lavar. Se for esse o caso, é importante deixar uma abertura de tamanho suficiente para realizar o processo com facilidade.

5. Capriche no acabamento

São os detalhes que diferenciam uma peça de boa qualidade. Ainda que você vá gastar um pouco mais de tecido, um bom corte garante que a peça favoreça as formas da cliente e se encaixe de maneira confortável no seu corpo.

Da mesma forma, detalhes como ferragens, etiquetas e botões, por exemplo, enobrecem o biquíni quando são bem aplicados e costurados, de maneira firme e discreta. As costuras devem ser resistentes, delicadas e bem-acabadas, com uma linha que acompanhe a elasticidade do tecido. E o lado avesso deve ainda trazer o mesmo acabamento da parte frontal, a fim de que a peça fique impecável.

As roupas de banho brasileiras são conhecidas no mundo inteiro! E grande parte dessa fama deve ser atribuída à modelagem do biquíni. Eles aderem perfeitamente ao corpo feminino e acentuam seus contornos de uma maneira que nenhum outro é capaz de fazer. Por isso, se você deseja aprimorar sua confecção, seja criterioso na criação dos modelos. Sua empresa só tem a ganhar.

E então, pronto para criar peças de qualidade? Entre em contato com a Modelle, conheça o melhor em bojos para sua fábrica e tire suas dúvidas com nossos especialistas!

MODELLE

Indústria de bojos para confecção de moda íntima, moda praia, biquini e fitness, com vendas para todo o Brasil.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This
Scroll Up